25/06/2019
26ºC Maceio, Tempestades
(82) 99620-8008

Editorias

04/06/2019 15:08
Cidades
Surto de dengue assusta moradores em povoado de Quebrangulo
Unidades de saúde registram até 15 casos diferentes por dia
/ Reprodução

 Moradores do povoado Rua Nova, localizado no município de Quebrangulo, cidade distante 126 km de Maceió, denunciam o surto de dengue há três semanas. Ao longo deste período, foram registrados de 10 a 15 casos por dia. De acordo com o comerciante José Ednaldo Tenório, a população está sofrendo com a falta de assistência municipal. Apesar das queixas, a prefeitura nega falta de atendimento e apresenta imagens [foto e vídeos] de servidores atendendo à população.


"Estou há dez dias doente. Na realidade, na minha casa, todos pegaram dengue. Meus filhos e minha esposa. Agora, já estou me recuperando, mas minha filha está internada e minha esposa segue doente. O meu filho foi o único que se recuperou bem até o momento, mas também ficou doente durante dez dias", afirmou José Ednaldo Tenório, acrescentando, ainda, que mais de 80% da população do povoado está doente ou apresenta algum sintoma relacionado a dengue.


"Aqui, na região, tem um posto de saúde que tem dado uma pequena assistência, mas, apesar da nossa situação, o médico não apareceu ainda esta semana para atendimento. Para se ter uma noção, o médico que atende no posto só vem na próxima quinta-feira, 6 de junho, até lá, quer dizer, se ele realmente aparecer, vamos buscando alternativas. Tá um caos", contou José Ednaldo, revelando que busca auxílio médico por meio do plano de saúde, na cidade de Palmeira dos índios.


Ednaldo disse ainda que a água de consumo fornecida para à população é de barragem. "Achamos que, devido a água não ser de qualidade, estamos sendo atingidos pela dengue. Outro dia, por exemplo, tivemos que deixar a água três dias parada para depois usar, esperando que o forte odor diminuísse", relatou.


O prefeito da cidade, Marcelo Lima, declarou, em entrevista à Gazetaweb, que foi detectado um surto de dengue na região, mas que desde o primeiro momento as equipes da Secretara de Saúde procuraram atender a todos que apresentavam sintomqas. "Providenciamos toda assistência necessária para que nada faltasse", explicou ele.


Já sobre a questão dos atendimentos e ausência do médico, o prefeito informou que "medicamentos, transporte, orientação, bem como mutirões de combate ao aedes aedypti, estão sendo disponibilizados para todos" e que o surto já foi "debelado".

 

"O médico responsável pelo Programa Saúde da Família (PSF) sofreu um infarto e está de licença médica. No entanto, o atendimento não foi prejudicado, pois outros profissionais foram enviados para o local. Nós temos médicos 24 horas, na sede do município, para atender toda população. E, semanalmente, vai um médico para atender o distrito, de acordo com a demanda, até três dias na semana. É bom deixar claro que o PSF não atende apenas o distrito, mas também outras comunidades da localidade", afirmou o prefeito.

 

Já sobre a qualidade da água, Marcelo Lima afirma que há saneamento no distrito. "O abastecimento de água é feito por uma adutora de água bruta que vem da barragem do Balsamo e serve ao distritos de Caldeirões, em Palmeira dos índios, e Rua nova, em Quebrângulo. Foi distribuído hipoclorito com a população. Estamos trabalhando junto com o município vizinho para melhorar o sistema de abastecimento", frisou.

 

Com relação aos pacientes mais graves, Marcelo Lima informou que eles foram e estão sendo levados para hospitais da região. O prefeito pediu ainda a colaboração da população. "O atendimento à população e o trabalho de erradicação dos focos continua, até debelarmos este surto de dengue", concluiu.

 

Fonte: Redação com GazetaWeb

 

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Cidades