21/11/2019
26ºC Maceio, Ensolarado com muitas nuvens
(82) 99620-8008

Notícias

23/10/2019 16:02
Mundo
Polícia encontra 39 corpos em caminhão no Reino Unido
Polícia informou que 38 adultos e um adolescente foram encontrados em Grays, a leste de Londres. Motorista foi preso por suspeita de assassinato.
Polícia montou barraca em frente ao caminhão onde foram encontrados 39 corpos no sul da Inglaterra, nessa quarta-feira (23) / Foto: Alastair Grant/AP
G1

 A polícia britânica informou que encontrou 39 corpos no baú de um caminhão em uma propriedade industrial de Waterglade, em Grays, na região de Essex (leste de Londres), nesta quarta-feira (23).

O motorista do veículo, um norte-irlandês de 25 anos, foi preso por suspeita de assassinato.

Segundo a polícia, os corpos são de 38 adultos e um adolescente. Até o momento, não há informações sobre a nacionalidade das vítimas nem se são migrantes. A identificação das vítimas é uma prioridade, mas autoridades dizem que esse processo pode demorar para ser concluído.

As circunstâncias e causa das mortes ainda são investigadas.

Percurso do caminhão
A cidade de Grays, onde o caminhão foi encontrado, fica a cerca de 30 km de Londres. A polícia de Essex, responsável pelas investigações, acredita que o caminhão chegou de balsa à cidade de Purfleet, no rio Tamisa, vindo de Zeebrugge, na Bélgica.

Inicialmente, os investigadores acreditavam que o caminhão tinha vindo da Bulgária e entrado no Reino Unido via Holyhead, cidade portuária do País de Gales, onde funciona um serviço regular de balsas conectado com Dublin (Irlanda).

"Originalmente, informamos que o caminhão tinha entrado no país através de Holyhead no sábado, em 19 de outubro. Após mais investigações, agora acreditamos que ele viajou de Zeebrugge (Bélgica) a Purfleet (Inglaterra) e estacionou na área de Thurrock logo após as 0h30 de hoje", afirmou um comunicado.

O veículo foi encontrado pela polícia na madrugada desta quarta-feira após um alerta dos serviços de ambulância. Não foram encontrados sobreviventes no interior do veículo.

Mais cedo, o Ministério das Relações Exteriores da Bulgária informou que o caminhão está registrado no país em nome de uma empresa cuja proprietária possui cidadania irlandesa.

Os búlgaros têm direito a trabalhar no Reino Unido. A Bulgária faz fronteira, no entanto, com a Turquia e é comumente usado como parte da rota de imigração ilegal e transporte de refugiados de regiões como a Ásia, África e Oriente Médio.

O primeiro-ministro, Boris Johnson, disse ter ficado "horrorizado com este trágico incidente". "O ministério do Interior trabalhará em estreita colaboração com a polícia de Essex para estabelecermos exatamente o que aconteceu", afirmou.

O primeiro-ministro da Irlanda, Leo Varadkar, afirmou ao parlamento irlandês que há relatos de que o caminhão teria passado em seu país. "É uma real e terrível tragédia humana. Abriremos as investigações necessárias se for confirmado que o caminhão de fato passou pela Irlanda".

Outros casos
Em junho de 2000, 58 imigrantes chineses foram encontrados sufocados em um caminhão em Dover. Entre eles, foram encontrados dois sobreviventes, de acordo com a BBC. Um motorista holandês foi preso no ano seguinte por homicídio culposo.

Em agosto de 2015, no auge da crise migratória, um caminhão frigorífico com 71 corpos de imigrantes foi encontrado abandonado no leste da Áustria. O veículo havia deixado a Hungria, que era rota dos dezenas de milhares de refugiados que fugiam do Oriente Médio e na África.

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Mundo