14/12/2018
26ºC Maceio, Tempo limpo
(82) 99620-8008

Notícias

22/11/2018 08:50
Polícia
Operação cumpre mandados contra pedofilia e pornografia infantil em Alagoas
Em um dos mandados, policiais apreenderam mídias no bairro do Poço; força-tarefa tem caráter internacional
/ Foto: POLÍCIA CIVIL DE ALAGOAS

Uma operação de caráter internacional mira em bairros da capital alagoana, desde o início da madrugada desta quinta-feira (22). O objetivo é cumprir três mandados de busca e apreensão contra acusados de pedofilia e pornografia infantil. No bairro do Poço, a Polícia Civil (PC) prendeu um homem dentro de uma residência e apreendeu máquinas contendo vídeos de sexo com menores.

 

De acordo com informações da delegada Adriana Gusmão, titular da Delegacia de Crimes contra a Criança e o Adolescente, a operação acontece em 18 estados do país, além do Distrito Federal (DF), bem como na Argentina, por intermédio do Corpo de Investigações Judiciais (CIJ) do Ministério Público Fiscal da Cidade Autônoma de Buenos Aires. Na capital alagoana, três decisões judiciais estão sendo cumpridas.

 

"Nosso objetivo é cumprir esses mandados de busca e apreensão contra crimes de pedofilia e pornografia infantil. Em uma residência no bairro do Poço, apreendemos mídias digitais contendo materiais pornográficos, cujos alvos são crianças. O responsável será preso em flagrante", explicou a delegada.

 

Os acusados de manter conteúdo pornográfico, além de todo o material apreendido pelas equipes, são encaminhados à Central de Flagrantes I, no bairro Farol, em Maceió, para os procedimentos policiais cabíveis.

 

Os trabalhos contam com o envolvimento dos delegados Fabrício Nascimento, Bárbara Arraes e Adriana Gusmão. Além das equipes da Polícia Civil, o Instituto de Criminalística (IC) participa da ação.

 

INTERNACIONAL

 

Ao todo, são cumpridos 69 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e em 18 estados, e 41 na Argentina, por cerca de 1 mil policiais. As prisões em flagrante ocorrem no momento em que policiais encontram materiais ilícitos. Ao menos, 22 pessoas já foram presas durante a ação policial.

 

A operação "Luz na Infância 3" é coordenada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), vinculada ao Ministério da Justiça. A primeira fase da força-tarefa aconteceu em outubro de 2017, quando 157 mandados foram expedidos e 112 acusados presos; a segunda fase, por sua vez, ocorreu em maio deste ano, resultando na prisão de 251 pessoas, durante cumprimento a 579 mandados.

 

 

Fonte: rádiogazetaweb

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Polícia