21/09/2018
26ºC Maceio, Ensolarado com muitas nuvens
(82) 99620-8008

Notícias

08/05/2018 08:44
Alagoas
MPE/AL cria o Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos
O programa é uma iniciativa diante do alto número de pessoas desaparecidas em Alagoas e a ausência de um sistema que integre essas informações com os demais órgãos do estado

Foi publicado no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (08), a portaria do Ministério Público Estadual (MPE) que cria o Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos (PLID) que tem como objetivo integrar o Sistema Nacional de Localização e Identificação de Desaparecidos (SINALID) para facilitar na busca das famílias.

 

O programa é uma iniciativa diante do alto número de pessoas desaparecidas em Alagoas e a ausência de um sistema que integre essas informações com os demais órgãos do estado. Com a implantação do programa, todas informações coletadas serão compartilhadas com os órgãos públicos municipais, estadual e federais, entidades privadas e sociedade civil organizada envolvidos em atividades relacionadas ao fenômeno social do desaparecimento e situações correlatas, através de termos de colaboração firmados com o Ministério Público de Alagoas.

 

De acordo com a portaria, o programa ainda tem por finalidade aperfeiçoar a atuação do Ministério Público em defesa da cidadania plena, promovendo uma interação com a sociedade e órgãos de imprensa, ampliando a comunicação social, através da realização de campanhas de divulgação do SINALID/PLID/AL e de prevenção ao fenômeno social do desaparecimento, bem como realizar busca de pessoas desaparecidas.

 

O Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos – PLID/ AL envolverá diretamente as Procuradorias, Promotorias de Justiça e o Centro de Apoio Operacional do Ministério Público de Alagoas, através dos Núcleos de Defesa dos Direitos Humanos e da Infância e Juventude e, também, os seguintes órgãos e entidades: Secretaria de Estado da Segurança Pública, por meio da Polícia Judiciária e Perícia Oficial do Estado de Alagoas, as Secretarias de Estado de Prevenção à Violência – SEPREV e Secretaria de Estado da Mulher e Direitos Humanos, Secretarias de Estado e Municipais da Saúde e Assistência Social e entidades não governamentais de abrigamento.

 

O programa tem caráter permanente.

 

 

 

Fonte: cadaminuto.com

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Alagoas