08/07/2020
22ºC Maceió, AL Parcialmente nublado
(82) 99620-8008

Notícias

03/05/2020 22:41
Alagoas
Renan Filho anuncia prorrogação de decreto e não descarta 'lockdown'
/ Itawi Albuquerque/TNH1

Diante do número de mortes em Alagoas e no país por covid-19, o movimento que pedia a flexibilização do isolamento social perde força e a tendência parece ser o chamado "lockdown" em Alagoas. Nessa situação, todas as entradas do perímetro do estado seriam bloqueadas, com segurança reforçada para ninguém entrar ou sair. Além da circulação de pessoas, todas as atividades seriam interrompidas.

 

A possibilidade de adotar essa medida mais drástica foi divulgada neste sábado, 02, pelo próprio governador Renan Filho (MDB), em entrevista à TV Gazeta. Em seu perfil no Instagram, o governador também falou sobre a ampliação do isolamento social, e anunciou mais uma prorrogação do decreto de emergência. Segundo o boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) divulgado neste sábado, Alagoas já contabiliza 58 mortes e 1.371 casos confirmados de coronavírus.

 

"Vou conversar com o prefeito de Maceió Rui Palmeira. Amanhã estaremos em plantão permanente, conversando com representantees dos hospitais privados, públicos, com segmentos da área de medicina, para que a gente modere o tamanho da medida que a gente vai tomar em Alagoas", disse o governador, que ainda se recupera da covid-19.
Se o lockdown é uma possiblidade, o endurecimento das regras do decreto de emergência já é uma certeza. O uso de máscaras deverá se tornar obrigatório no estado. "Chegamos a 58 mortes e estou preocupado com a ocupação de nossa rede hospitalar pública e privada. Então vamos precisar tomar medidas adicionais. Medidas que ampliam o isolamento social e o distanciamento das pessoas, ampliação da proteção individual do cidadão. Medidas fundamentais para salvar vidas e garantir mais condições para que nossa rede hospitalar não venha a colapsar, como a gente tem observado em outros estados", afirmou o governador.

 

"O nosso decreto vence no próximo dia 5 de maio, mas é provável que antecipemos um novo decreto antes desse terminar", concluiu.

 

A ideia é ampliar o isolamento social para evitar um crescimento maior da curva de contaminação antes de 15 de maio, quando será inaugurado o Hospital Metropolitano, que terá 1000 leitos para tratamento de pacientes com covid.

 

Rui Palmeira: situação de leitos em Maceió é complicada

 

Agora à noite, o prefeito da capital também usou as redes sociais para pedir reforço no isolamento para evitar um colapso na rede hospitalar.

 

"A situaçaõ de Maceio com relação a leitos, sobretudo de UTI, é muito delicada. Para se ter uma ideia, nós disponbilizamos 50 leitos do SUS para tratar pacientes com covid na Santa Casa, e no dia de hoje esses leitos estão completamente lotados. Não há mais vagas", revelou Rui Palmeira.


FONTE: TNH1

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Alagoas