02/04/2020
28ºC Maceio, Tempo nublado
(82) 99620-8008

Notícias

22/02/2020 11:45
Política
Áudios revelam acordo político entre prefeito de Canapi e ex-candidato da oposição
Crítico ferrenho da atual gestão municipal, Luciano Vilar, fechou aliança com o gestor após divulgar áudio afirmando ter recusado suposta oferta em dinheiro para desistir da candidatura e lançar sua esposa pré-candidata a vereadora
/ Reprodução
Por: Central do Sertão

Seguidores, aliados e conterrâneos do então pré-candidato a prefeito Luciano Vilar, crítico ferrenho do prefeito de Canapi Vinicius Lima, ficaram indignados com a divulgação de uma foto seguida de um áudio no qual o pretenso candidato declara apoio à reeleição do atual gestor municipal.

 

 

Uma enxurrada de áudios criticando o agora ex-pretenso candidato de oposição e dezenas de comentários encheu as redes sociais e grupos de whatsapp motivados pelo sentimento de indignação e revolta que tomou conta dos canapienses e demais seguidores do então pré-candidato o qual desde que lançou seu nome como pré-candidato a prefeito de Canapi há pouco mais de 02 anos, vinha emendando de lá pra cá uma série de críticas nas redes sociais e grupos de whatsapp contra a atual gestão municipal através de vídeos, áudios e lives no facebook.

 

 

E é num desses áudios com críticas a gestão do prefeito Vinicius Lima, que o então pré-candidato Luciano Vilar afirma ter recebido uma suposta oferta em dinheiro para desistir da candidatura e lançar sua esposa pré-candidata a vereadora pelo grupo do prefeito. Proposta essa que o mesmo afirmava ter recusado por não está à venda.

 

“Eles são corruptos e quer que a gente entre no meio da corrupção, mas eu jamais, eu dei minha palavra ao meu amigo Ronaldo Lessa, que eu sou o presidente do partido aqui em Canapi, do PDT do 12 com muito orgulho, a minha esposa é a vice presidente, e nós, vamos fazer de tudo para honrar as nossas propostas que temos, e eu mais uma vez meus amigos, peço pra vocês, que agora é a hora, nós estamos comandando eles, não só eu não, nem minha esposa, nem Cristina, nós todos que estão no meu grupo, nós tamos aperreando eles e a cobra tá fumando pro lado deles. Eu sou pré-candidato a prefeito, primeiramente Deus aqui na cidade de Canapi, junto com minha candidata a vice-prefeita Cristina Ramos e a minha esposa pré-candidata a vereadora Pastora Angelita e o amigo pré-candidato a vereador, Bahia. Eu tenho certeza que juntos nós somos mais fortes. Que Deus abençoe todos vocês” – Concluiu.

 

 

Mas acontece que a “palavra” do então pré-candidato a prefeito Luciano Vilar não passava de uma estratégia para chamar a atenção do governo e que acabou dando certo, afinal de contas, poucos dias depois levado pelo atual Secretário de Urbanismo e Iluminação Pública Saulo Barbosa a capital Maceió, onde reside o prefeito Vinícius Lima e seu pai o ex-prefeito Zé Hermes (condenado por desvios de recursos da merenda escolar), Luciano fechou aliança com o prefeito retirando sua pré-candidatura e lançando sua esposa pré-candidata a vereadora pelo grupo do prefeito. O encontro acabou rendendo uma foto da aliança firmada seguido de um novo áudio gravado pelo agora ex-pretenso candidato a prefeito Luciano Vilar.

 

“Boa tarde meus amigos, aqui é Luciano Vilar! Eu hoje fiz um compromisso sério com meu amigo Zé Hermes e o prefeito Vinicius Lima. Eu hoje assumi um compromisso com eles. A minha esposa Pastora Angelita vai ser pré-candidata a vereadora do lado do partido e eu só tenho a dizer uma coisa: Canapi está em boas mãos!” – Disse.

 

Pronto! Bastou à divulgação da foto e do áudio em apoio ao atual prefeito se espalhar nas redes sociais e grupos de whatsapp que começaram a chover áudios e comentários de gente indignada com a atitude do até então pré-candidato a prefeito pelo PDT. A maioria das críticas inclusive, foram postadas justamente na postagem do Assessor de Comunicação da Prefeitura Municipal Ezequiel Freitas, o qual também se fez presente ao encontro.

 

 

Confiram alguns desses comentários:

Alex Alencar Agr eu vi que canapi nao tem futuro msm nao pq o tanto que esse cara falou mal do prefeito agr ta junto com ele

Hosana Silva Por isso tem aquele ditado nunca cuspa para cima que o cuspe que pode voltar na cara viu e esse voltou com força na cara de Luciano Vilar É isso aí começou agora a caça aos pobre beijo pobre abraço pobre e daí por diante viu começou agora a Brincadeirinha viu da caça

Melo Isnaldomelo O defensor dos pobres e dos humildade parou a guerra agora é aliado

Joyce Silva Meu Deus do céu do jeito que esse cara falou do prefeito e agora na mesa com ele Nossa p*** de uma sacanagem

 

Sobrou crítica também para o próprio prefeito:Sérgio Costa Pra arranja alguma coisa tem que ser contra ou falar mau dele”.

 

 

Mas não parou por ai!. E se o acordo político já fez esse estrago todo, a justificativa apresentada pelo então pré-candidato a prefeito Luciano Vilar, foi ainda pior, haja vista as constantes contradições de sua fala em mais um áudio, desta vez, postado após a divulgação do encontro.

 

“Boa noite pessoal do grupo! Eu Luciano Vilar vou pedir desculpas a todos do grupo. Eu não sou mais pré-candidato a prefeito de Canapi, não foi por causa de dinheiro nem nada, eu tomei minha decisão, voto é democrático, vota quem quer. Uma, eu sou uma cara que eu não vivo de aparências, eu desempregado, minha esposa desempregada é pastora. Nós tava vivendo da fé. Eu preciso pagar aluguel, preciso comer, preciso vestir, preciso dá as coisas a minha esposa, preciso dá pensão ao meu filho e o tempo passando, passando. Eu não posso sair de Canapi para trabalhar, eu ia viver de que aqui em Canapi? Esperei ajuda, esperei 3 ou foi 4 meses. Tava com Ronaldo Lessa, pra mim ele é um homem de bem ele, Cléber Malta um homem de bem, seu Ernandi que seu Ernandi e Cléber pra mim é umas pessoas muito importantes na minha vida. E eu minha gente, eu preciso e precisava de ajuda. Muita gente diz que eu decepcionei, mas não gente! Eu preciso de comer, se vestir, de beber, minha esposa e meu filho, e o tempo passando, tempo passando e eu precisando, e eu ia espera mais 2, 3 meses ou 4 pra ver se vinha alguma coisa pra nós?” – Tentou justificar.

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Política