20/06/2019
26ºC Maceio, Tempestades
(82) 99620-8008

Notícias

07/02/2017 19:16
Política
Vereadores por Palmeira dos Índios são alvos de críticas já no início de legislatura
Parte da população se diz insatisfeita e cobra a mudança prometida por edis durante campanha
Roberta Sampaio e Alessandro Granda

Vale a pena ver “de novo”?. Afirma-se que alguns Parlamentares da Câmara de Vereadores de Palmeira dos Índios estão sendo protagonistas do primeiro capítulo de uma novela que os palmeirenses já assistiram. Pois acontece, logo no início desta legislatura, aquilo que ocorreu com muitos dos vereadores da gestão passada: disputas de cargos e egos a serem “afagados”.

 

 

Se a prática é antiga, a resposta de parte da população não poderia ser diferente, e as críticas e demonstrações de insatisfação, que para alguns pode até ser precoce, para tantos outros já é considerado como elevado o índice de rejeição de alguns vereadores, antes mesmo da realização da primeira sessão ordinária do legislativo.

 

 

Diante disso, somos convidados a refletir: Será que a promessa de mudança, de renovação, de compromisso com o povo estará sendo realmente colocado em prática?. Ou, os palmeirenses serão obrigados a passarem mais 4 anos a mercê de políticos que prometem tudo para conquistar o voto, mas quando são eleitos esquecem do apalavrado?.

 

 

É bom lembrar aos que estão chegando agora na Casa de Leis, que alguns dos seus antecessores foram alvo de diversas manifestações, em decorrência de votações polêmicas e, por isso, tiveram que lidar com um índice grande de rejeição. Tal afirmação pode ser comprovada por meio dos quase 80% dos vereadores que não alcançaram a reeleição.

 

 

A grande maioria dos que estão vereadores hoje por Palmeira dos Índios, foram eleitos porque tiveram em seus discursos uma palavra simples, mas que trás consigo a esperança de dias melhores: MUDANÇA!.

 

 

Contudo, nos ensaios desta “Novela”, já houve divisão com os chamados “G6 e G9” (grupos com os números dos vereadores participantes), e, em decorrência disso, os principais assuntos políticos esbarram nessa disputa por poder e, em alguns casos, visando exclusivamente seus próprios interesses.

 

 

Um fato lamentável, que pode ser usado como exemplo, foi o confinamento de vereadores do G9 no litoral de Alagoas. Atitude criticada inclusive pela imprensa, por políticos e pela própria população, já que demonstra um comportamento que não se harmoniza com a vida pública. Sendo uma prática arcaica que nada tem haver com a tal “MUDANÇA” e renovação prometida.

 

 

A população palmeirense precisa contar com a sensibilidade e senso público dos seus representantes para que deixem a vaidade de lado e trabalhem por Palmeira dos Índios.

 

 

Vale destacar que vereador é um cargo não uma profissão. Então, tal pessoa não “É” vereador, ele apenas “Está” vereador por um mandato, ou em tantos outros nos quais consiga se reeleger.

 

 

Mas, diante da atual conjuntura, o político que queira estar como representante do povo, tem que mostrar realmente para o que veio. Caso contrário, será apenas mais um no meio de tantos outros que falam muito e fazem pouco.

 

 

Temos certeza que a população se manterá atenta e ansiosa para a grande estréia que acontecerá no próximo dia 15 de fevereiro. Que essa seja uma “Novela” com enredo atrativo e um final feliz. Pois a população não aguenta mais o Vale a pena ver “De Novo”!.

 

 

2 Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA

Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Política