16/12/2018
25ºC Maceio, Parcialmente nublado
(82) 99620-8008

Tia dentista / Karla Dayanna

Quem é Karla Dayanna? Karla Dayanna Tavares Cavalcante é formada em Odontologia pelo Centro Universitário CESMAC, em Maceió e especialista em Odontopediatria pela Associação Brasileira de Odontologia de Alagoas.
07/09/2016 21:08:23
PASTA DE DENTE COM FLÚOR OU SEM FLÚOR ?

Existem muitas dúvidas com relação ao uso da pasta de dente em crianças e é um tema que causa muita polêmica. São muitos pais que chegam ao consultório perguntando qual tipo de pasta utilizar e o que me preocupa ainda mais é o número de colegas dentistas com essa falta de informação. Então quando falo a mamãe de um bebê que é indicado ele usar uma pasta com flúor, vêm logo os questionamentos: “E pode? Ele vai engolir Doutora!”.

Costumo dizer, enquanto profissional da área da saúde que nossas escolhas devem ser sempre baseadas em evidências científicas. Que são achados clínicos e científicos que nos mostram se o consumo de determinado produto ou uma aplicação de uma determinada técnica em saúde é de fato seguro e eficaz.

De acordo com uma nova recomendação da Academia Americana de Pediatria, um dos órgãos mais influentes do mundo quando se trata de saúde infantil, os primeiros dentes do bebê devem SIM, ser higienizados com creme dentais fluoretados. Essa recomendação também é preconizada pela Academia Brasileira de Odontopediatria desde 2009. É importante salientar que a Sociedade Brasileira de Pediatria também concorda com essa recomendação.

Havia um receio de que o creme dental deglutido pelo bebê, poderia levar a fluorose dentária, que é caracterizada por manchas brancas nos dentes permanentes. Só que existe uma interpretação errada quando se fala que o creme dental com flúor leva a fluorose. Pois a fluorose surge devido ao uso em EXCESSO do flúor, sem o controle dos pais.Nesse caso, desde que usados em quantidades adequadas, o flúor não faz mal para a saúde bucal da criança.

Como dito, a exposição em excesso ao flúor pode causar malefícios a saúde, mas para isso foram estabelecidos níveis seguros de consumo de flúor, quando esse oferece o máximo de benefício sem risco saúde. Então através de inúmeras pesquisas sérias, atualizadas (2016) e isentos de qualquer interesse mercadológico, a partir do nascimento do primeiro dente de leite, deve-se usar pasta com flúor em concentrações acima de 1000 ppm de flúor (ler nas especificações), de forma segura e eficiente.

PASTA COM FLÚOR A PARTIR DE 1000 ppm (parte por milhão):

- Até 02 anos (0,05g): O equivalente a MEIO grão de arroz cru. Duas vezes por dia (manhã e noite).

- De 02 a 04 anos (0,1g): UM grão de arroz cru. Duas vezes por dia (manhã e noite)

- A partir de 4 anos (0,3g): UMA ervilha brasileira pequena em todas as escovações. Três vezes por dia.

A quantidade segura já foi tema de inúmeros artigos científicos, portanto fique tranquilo, usando a quantidade correta, seu filho não terá risco de fluorose. IMPORTANTE: NENHUM POST SUBSTUTUI A IDA A UM ODONTOPEDIATRA, PARA UMA CONSULTA PERSONALIZADA, PARA QUE SE PRESCREVA A MELHOR FREQUENCIA E POSOLOGIA DE PASTA COM FLÚOR. Espero ter esclarecido todas as dúvidas. Estou aberta para mais esclarecimentos.

Por Karla Cavalcante Odontopediatra

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Compartilhe nas redes sociais:
O site F5 Alagoas não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Karla Dayanna