08/07/2020
22ºC Maceio, AL Alguns chuviscos
(82) 99620-8008

Notícias

05/03/2020 12:04
Educação
Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas está com inscrições abertas até 20
Segundo diretor-adjunto do IMPA, a OBMEP busca o talento dos alunos para a disciplina e não propriamente o conhecimento matemático
/ Divulgação

O Nacional Jovem da terça-feira (3), falou sobre a 16ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) que está com inscrições abertas até o dia 20 de março. Os estudantes que desejam participar devem fazer a inscrição diretamente com o professor na escola. Em 2019, mais de 18 milhões de estudantes participaram das provas. Sobre a edição deste ano, Ediléia Martins conversou com o diretor-adjunto do IMPA – Instituto de Matemática Pura e Aplicada, Claudio Landim.

 

"Nós dividimos os alunos em três grupos. O primeiro nível são os alunos do 6º e 7º ano do fundamental. O segundo, o oitavo e o nono. E o terceiro, último nível, os alunos do ensino médio. Jovens matriculados no EJA também podem participar. A 1. fase é uma prova de multipla escolha com 20 questões, que é aplicada nas escolas. A escola corrige a prova a partir de um gabarito que a gente manda. E ela classifica pra 2. fase 5% dos melhores alunos. A prova da 1. fase será no dia 26 de maio, nos três turnos. Os alunos classificados participam da 2. fase que irá acontecer dia 26 de setembro. Na 2. fase a prova é aplicada no sábado e aí são 6 problemas discursivos que ele tem que resolver", esclarece o diretor do IMPA.

 

Segundo ele, as provas não exigem conhecimento matemático. Para tanto, um aluno que não goste da disciplina pode ir muito bem na Olimpíada. O desafio é tamanho, que muitos desses alunos acabam até gostando e se divertindo com as provas da OBMEP. Ao todo, são 500 medalhas de ouro para as escolas públicas, 1500 medalhas de prata e 4.500 medalhas de bronze além de 47 mil menções honrosas distribuídas em todo o país. Para as escolas privadas são 75 medalhas de ouro, 225 medalhas de prata e 675 medalhas de bronze e quase 5 mil menções honrosas. Lembrando que os alunos da rede pública não pagam nada pela inscrição.

 

Na entrevista, Claudio comenta também o ensino da disciplina no Brasil. Para preencher essa lacuna no ensino, ele recomenda o acesso ao conteúdo disponível no Portal do Saber.

 

O programa Nacional Jovem vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 16h, na Rádio Nacional da Amazônia, e às 15h, na Rádio Nacional do Alto Solimões.

 

 

Fonte: Agência Brasil

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Educação