30/11/2020
28ºC Maceio, AL Parcialmente nublado
(82) 99699-6308

Editorias

20/05/2020 13:19
Cidades
Hospital Regional Santa Rita irá disponibilizar leitos para pacientes COVID-19
Serão 06 leitos de UTI e 05 leitos para pacientes de COVID-19/ clínico
Roberta Sampaio - Assessoria HRSR

O Hospital Regional Santa Rita e Maternidade Santa Olímpia, Palmeira dos Índios, irá ampliar seu atendimento e ajudar nessa luta para salvar vidas diante dessa pandemia do COVID-19. De acordo com o Provedor – Dr. Pedro Gaia a instituição fará mudanças e remanejamentos que resultarão em 06 leitos de UTI para casos confirmados de COVID-19 e mais 05 leitos para pacientes clínicos da doença.

 


“Iremos transferir o setor de atendimento de convênios e particular que funcionava na portaria Medeiros Neto, para outra área e isolar o local para tratamento específico de COVID, onde faremos a UTI. A previsão é que entre 8 a 10 dias nós consigamos entregar esses leitos a população. Voltei a assumir a Provedoria no mês de abril passado, com afastamento de Dr. Roberto Salgueiro por motivos de saúde, e já comecei a trabalhar contra o COVID-19. Minha primeira atitude foi procurar a secretaria de saúde para saber qual eram os planos que o município tinha a respeito do combate ao COVID e, naquele momento, ficou decidido que a porta de entrada seria a UPA, e ficamos de conversar sobre outros atendimentos. Na oportunidade, disse ao então Secretário de Saúde Municipal, e ao Prefeito Júlio Cezar que o Hospital ia se dedicar a Maternidade, já que é porta aberta SUS e não podíamos deixar de prestar o atendimento de COVID -19 para as gestantes” explica o Dr. Pedro Gaia.

 


O Provedor disse ainda que em conversa com o prefeito Júlio, foram destacados os problemas de UTI e de como o Santa Rita poderia ajudar. Foi quando então, o Hospital encaminhou um ofício ao gestor propondo uma parceria entre prefeitura, hospital e secretaria de saúde, para conseguir montar um isolamento destinado aos pacientes de COVID-19 e assim, contribuir ainda mais com o município nessa batalha.

 


Respiradores

 


“Solicitamos ao Secretário de Saúde do Estado de Alagoas – Dr. Alexandre Aires, que nos fornecesse respiradores, pois não tínhamos quantidade suficiente para montar mais uma UTI no Santa Rita. Contudo, o número de atendimentos diminuiu, já que suspendemos todas as cirurgias eletivas então, consequentemente, o número de pacientes da UTI - Geral e da UTI Neonatal também diminuíram”, disse o Dr. Pedro Gaia.

 


Remanejamento

 


O Provedor conta ainda que “O Hospital Regional Santa Rita tem 09 respiradores na UTI-Geral. Fizemos um acordo com Estado e retiramos de lá 02 respiradores. Tínhamos 01 respirador de reserva. Então, ficamos com 03 e estamos tirando mais 03 da UTI-Neonatal, somando assim os 06 necessários para os leitos da UTI – COVID-19. Isso foi um remanejamento de respiradores que fizemos no hospital pela queda de atendimento, não estavam sendo utilizados, por isso iremos usar para atender aos pacientes COVID-19”, destaca.

 

 

Isolamento e Proteção

 


Pedro Gaia continua explicando “No tratamento de pacientes de COVID-19 tudo tem que ser isolado. Seria impossível atender eles na UTI do hospital. Nossos profissionais contam com os equipamentos necessários e toda a técnica de paramentação, desparementação, enfim, o colaborador só entrará na enfermaria ou UTI COVID-19 devidamente paramentado, e quando sair ele faz o procedimento exigido. Eles foram treinados para tomar todos os cuidados ao retirar e não se contaminar, enfim, tudo o que acontece lá no Hospital Albert Einstein ou Sírio Libanês, acontecerá aqui no Hospital Santa Rita, pois estamos seguindo o mesmo protocolo”, garante.

 


Gestantes COVID-19

 


Sobre esses casos o Provedor disse que “Estamos terminando uma área de isolamento para os casos de pacientes gestantes com COVID-19, com 05 leitos de enfermaria, 01 sala de parto normal. Só entrará no Centro Cirúrgico para o parto cesariana o caso de extrema necessidade, com toda segurança para a gestante e também para os nossos profissionais. Liberamos a sala “A”, do Centro Cirúrgico, que foi toda equipada exclusivamente para paciente COVID-19”.

 


Referência para Internamento COVID-19

 


É importante destacar que o Hospital Regional Santa Rita prestará atendimento a pacientes de COVID- 19, contudo, não será referência para consultas desses pacientes. O Santa Rita será referência para INTERNAMENTO e esses pacientes ficarão isolados no setor próprio para o tratamento.

 


Convênios

 


Com relação aos atendimentos de convênios o Dr. Pedro Gaia esclarece “Temos contratos com convênios e temos que atender a eles, por isso, fizemos também o isolamento para pacientes COVID-19 de convênios”.

 


Parcerias

 


“É uma luta diária, mas estamos trabalhando em parceria com prefeito e secretários municipal e estadual. Esperamos uma ajuda maior, principalmente com doação de EPIs. Esses materiais são caros e ficou ainda mais. Para se ter ideia, uma máscara descartável que custava cerca de R$ 0,11 centavos, hoje custa R$ 5,90. As máscaras N95 eram R$ 12 reais, hoje custam R$ 49 reais”, comenta Pedro Gaia.

 


Treinamentos

 


O Provedor finaliza informando que “O hospital conta com uma equipe da CCIH – composta por Dr. Cícero José, Enfermeiro Victor e Fisioterapeuta Renata Lucena, que estão realizando um belo trabalho com treinamentos, aulas, enfim, cuidando da atualização e reciclagem dos colaboradores do hospital para que os mesmos saibam como enfrentar o COVID-19, cuidando dos pacientes e também se protegendo. Contratamos ainda uma infectologista – Dra. Luciana. Estamos numa verdadeira guerra onde precisamos nos dar as mãos e ajudar uns aos outros”.


O Hospital Regional Santa Rita

 


O Hospital é uma Instituição Privada e Filantrópica comandada por uma Associação Beneficente composta por 14 mordomos, seu atendimento pelo Sistema Único de Saúde é cerca de 60% e se dá através de convênios firmados com a Prefeitura e com o Estado de Alagoas por meio de contratualizações, onde os serviços são oferecidos através de Programas dos governos Federal e Estadual como, por exemplo, o “Mais Saúde”.

 


O Santa Rita tem a parte de Nefrologia mas não pertence ao hospital, igualmente são os serviços da clínica de imagem da Sonografh, são serviços terceirizados e prestados ao hospital.

 


A emergência médica do hospital deixou de funcionar com a inauguração da Unidade de Pronto Atendimento de Palmeira dos Índios (UPA). E, desde o dia 01 de maio de 2014, o hospital deixou de atender ambulatório SUS clínica médica. Mantendo seu atendimento a convênios e particulares.

 

 

 

 

 

 

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Cidades