21/09/2018
26ºC Maceio, Ensolarado com muitas nuvens
(82) 99620-8008

Notícias

24/05/2018 08:32
Alagoas
Protesto de caminhoneiros chega ao terceiro dia em AL
Segundo a categoria, congestionamento chega a 15 quilômetros na BR-101 e na BR-316. Segundo a SMTT, 67 ônibus não devem circular nesta quinta-feira.
/ (Foto: Heliana Gonçalves/TV Gazeta)

O protesto dos caminhoneiros autônomos contra o aumento do preço do combustível entra no terceiro dia seguido em Alagoas. Eles bloqueiam desde terça-feira (22) a BR-101, em Messias, e desde a quarta (23) a BR-316, em Palmeira dos Índios.

 

 

A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) informou que nesta quinta-feira (24) haverá uma redução de 10% na frota dos ônibus, ou seja, da frota de 670 ônibus, 67 devem parar de circular. A medida é para manter o funcionamento do transporte público na capital, em decorrência da greve dos caminhoneiros.

 

 

Em nota, a assessoria de comunicação do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros (Sinturb) diz que as empresas São Francisco, Real Alagoas, Cidade de Maceió e Veleiro ainda não reduziram.

 

 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou os bloqueios, mas não informou o número de participantes em nenhum deles. Segundo a PRF, aproximadamente 500 caminhões com mais uns 140 estacionados nos postos de combustível.

 

 

Segundo os caminheiros, já passa de 15 quilômetros a fila de veículos em Messias, nos dois sentidos. Não foi informada a situação em Palmeira. "Nos reunimos com os companheiros e após uma reunião em Brasília, vamos manter o bloqueio por tempo indeterminado", afirma o representante da categoria, Valdir Kummer.

 

 

O superintendente do Aeroporto Zumbi dos Palmares, Adilson Pereira, informou que não há desabastecimento das aeronaves e que os voos, pelo menos até a manhã desta quinta-feira (24) seguem normal. Diferente do que foi anunciado pela Infraero que o aeroporto só teria combustíveis até a quarta-feira (23).

 

 

O bloqueio é pacífico. Os caminhões ocupam uma das pistas em cada sentido da rodovia, e liberam passagem de carros de passeio, ônibus e ambulâncias, além de caminhões com cargas perecíveis.

 

 

Os postos de combustíveis da cidade também aumentaram o preço do litro da gasolina. Alguns gerentes de postos de combustíveis informaram à reportagem do G1 que nesta quinta-feira (24) começa a falta gasolina e álcool.

 

 

 

Fonte: G1

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Alagoas